Saúde

saude 0
A Social Data Lab disponibiliza um conjunto de serviços que têm por objecto a estruturação, selecção e análise de informação estatística existente na área da Saúde, com o intuito de melhor compreender as suas condicionantes sociodemográficas, permitindo a posterior adequação de medidas às reais necessidades das populações.


  Recolha de informação

  • identificação, em quaisquer estatísticas oficiais ou de fonte fidedigna, de dados estatísticos passíveis de serem trabalhados;
  • uso da Metodologia para recolher dados estatísticos não disponíveis.


  Análise e Interpretação

  • elaboração de Estatísticas da Saúde, com base em competências técnico-científicas de análise estatística, descritiva e inferencial, da informação;
  • análise dos dados estatísticos, através do uso da Estatística mais adequada aos objectivos das investigações em causa e interpretação dos resultados obtidos.


  Aconselhamento de projectos

  • reestruturação ou limpeza de bases de dados;
  • recodificação de variáveis existentes em bases de dados;
  • criação de novas variáveis ou índices.


  Formação estratégica

  • sobre a análise dos dados estatísticos disponíveis;
  • de programação, em particular no software Estatístico R, para a recolha e análise estatística específica da informação.
 
 icon projetos  Sucessos

Acompanhamento de diversas bases de dados na área da Saúde, nomeadamente:

  • base de dados da morbilidade hospitalar (GDH)
  • base de dados da The European Surveillance System (TESSy)

Elaboração de Estatísticas da Saúde

Neste âmbito destacamos mais de 30 publicações em co-autoria por um dos partners da Social Data Lab, publicadas pela Direcção-Geral da Saúde. Entre elas destacam-se:


Previsão da intensidade da epidemia de dengue na Madeira para o ano de 2013

A epidemia de dengue na Região Autónoma da Madeira foi oficialmente declarada pelas autoridades de saúde portuguesas em 3 de outubro de 2012. Assim, o objectivo deste estudo, solicitado pela Direcção-Geral da Saúde, passou por:

  1. Estudar as características da epidemia de dengue verificada na Madeira; 
  2. Antecipar possíveis cenários para o ano de 2013 no que diz respeito à intensidade da doença e ao limite máximo previsível para o surto.